Com eleição mantida, deputados devem eleger Paulo Dantas governador de Alagoas -  Revista do Luiz

Ultimas

Teste Teste Teste



domingo, 15 de maio de 2022

Com eleição mantida, deputados devem eleger Paulo Dantas governador de Alagoas

  



 Na última sexta-feira (13), o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou a decisão liminar de Gilmar Mendes que autorizou a realização da eleição indireta para governador e vice-governador de Alagoas pela Assembleia Legislativa Estadual (ALE) e, quando o placar estava em 5x0 para confirmação da decisão de Gilmar Mendes, o ministro Nunes Marques pediu vista ao processo e até o fechamento desta reportagem, o julgamento estava parado. Contudo, a suspensão do julgamento não anula a liminar anterior. Portanto, o trâmite eleitoral indireto segue normalmente e o pleito será realizado neste domingo (15), a partir de 13h.


Para confirmar maioria são precisos 6 votos dos 11 possíveis no STF. Até o fechamento desta reportagem, votaram com o relator Gilmar Mendes, os ministros Edson Fachin, Dias Toffoli, Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski.


Desta forma, provavelmente, os deputados estaduais devem eleger o candidato do ex-governador Renan Filho (MDB), o parlamentar Paulo Dantas, também do MDB para o governo tampão, que tem como seu vice, o médico José Wanderley Neto, também aliado histórico da família Calheiros. Dantas tende a contabilizar mais de 15 votos dos 27 em disputa.


Ainda na sexta-feira, a Tribuna ouviu cinco advogados e todos confirmaram que a eleição só não poderia ser realizada caso o julgamento fosse contrário à decisão de Gilmar Mendes. O próprio gabinete de Nunes Marques afirmou essa posição.


Nunes Marques pediu vista para analisar a questão sob a ótica do modelo de votação, uma vez que, segundo ele, o STF tem precedentes pela realização da eleição fechada, e não aberta. Por isso, na avaliação do ministro, o pedido de vista tem o objetivo de pacificar entendimento para casos futuros, não apenas neste específico de Alagoas.


“A liminar do Gilmar Mendes não foi derrubada. Portanto, ela está valendo e a eleição pode ocorrer normalmente. O pedido de vistas não derruba a liminar”, explica o advogado Welton Roberto.


Os advogados Luciano Lima e Vladimir Barros comentaram o tema no mesmo sentido de Welton Roberto.

Fonte - Diário do Poder

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 Revista do Luiz

Revista do Luiz é uma fonte de Noticia e Moda para o Publico Brasileiro

Comments

3-comments

LATEST

3-latest-65px

Archive

Pesquisar este blog

Arquivo do blog

Follow us

Header Background

Header Background
Header Background Image. Ideal width 1600px with.

Popular Posts

Sections-BTLabels

Sports News

[Content Marketing][recentmag]
Footer Logo

SEARCH

Popular

SEARCH