A sociedade alagoana naturalizou o assassinato de Davi da Silva, preto, pobre e morador das periferias distantes.

 

A sociedade alagoana naturalizou o assassinato de Davi da Silva, preto, pobre e morador das periferias distantes.

 

Policiais fardados sequestraram Davi da Silva. Cometeram os crimes de tortura, sequestro, cárcere privado, homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Davi da Silva tinha 17 anos, não portava arma ou representava ameaça aos seus algozes.

A sociedade alagoana se fez de muda-e-surda diante da morte anunciada do adolescente Davi. 

A sociedade alagoana naturalizou o assassinato de Davi da Silva, preto, pobre e morador das periferias distantes.

Davi da Silva não era um bandido e foi morto e seus algozes continuam em liberdade.

fonte Cada Minuto

 

 

 



Site Revista do Luiz