Senadores alagoanos não comentam fim do Auxílio Emergencial.

 

Senadores alagoanos não comentam fim do Auxílio Emergencial.

 

.

Nenhum dos três senadores alagoanos – Rodrigo Cunha (PSDB), Fernando Collor (PROS) e Renan Calheiros (MDB) – se manifestou sobre o fim do Auxílio Emergencial.

Apesar disso, um grupo de senadores de diversos estados do Brasil, pedem que seja convocada um sessão do Congresso Nacional para análise e votação da MP 1000/2020, para instituir uma prorrogação do benefício.

Sem o Auxílio Emergencial, 65 milhões de brasileiros ficarão desassistidos durante a nova onda prevista por especialistas. Alguns senadores pedem, inclusive, que seja prorrogado o estado de calamidade nos municípios.

Segundo o Poder 360, 1.200,693 alagoanos receberam o Auxílio Emergencial, muitos desses beneficiários ficaram desempregados durante os primeiros meses da pandemia, devido as restrições impostas pelas autoridades sanitárias, e tinha o Auxílio como renda principal, muitas vezes em conjunto com o Bolsa Família.

Na Câmara dos Deputados, os parlamentares estão, neste momento, priorizando a eleição que deverá eleger o presidente da casa, e as manifestações dos deputados nas redes sociais, costuma girar em torno desse tema, sendo o Auxílio Emergencial um assunto “já superado”.

 

Site Revista do Luiz