Presidente da AMA participa de debate sobre eleições 2020 coronavirus.

 Presidente da AMA participa de debate sobre eleições 2020 coronavirus.

Lideranças municipalistas acompanham debate sobre Eleições 2020 no Senado.

 


Pedro Franca Ag Senado
O Senado promoveu nesta quarta-feira, 17 de junho, sessão de debates sobre as Eleições 2020. A presidente da AMA, Pauline Pereira, ao lado do presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e demais entidades estaduais acompanhou as discussões remotamente, enviando posição e questionamentos aos parlamentares. O movimento municipalista já apresentou uma série de razões – sanitárias, econômicas e jurídicas – para o adiamento do pleito municipal.
Antes da sessão, o presidente da CNM, Glademir Aroldi, se reuniu com representantes das estaduais para reforçar a importância da articulação com o Legislativo e o Judiciário. Ele lamentou, porém, que os gestores municipais não estão sendo ouvidos. “Ontem teve reunião com especialistas que estão orientando o Congresso e o TSE [Tribunal Superior Eleitoral]. Eles falam que estão colocando em primeiro lugar a saúde da população brasileira, mas não é isso que está sendo feito. Não ouvi comentários sobre nosso estudo, não conhecem realidade do país e o processo eleitoral”, afirmou.
Ele se referia à reunião do TSE com a Câmara, o Senado e especialistas em saúde, como infectologistas, epidemiologistas e sanitaristas, na manhã desta terça-feira, 16. Os participantes defenderam o adiamento do pleito por algumas semanas e a realização ainda neste ano, em data a ser definida pelo Congresso Nacional entre os dias 15 de novembro e 20 de dezembro. No debate do Senado, a maioria das lideranças confirmaram esse entendimento, mas alguns questionaram se haverá diferença significativa no risco de contágio entre outubro, novembro e dezembro.

 

Site Revista do Luiz

,