Médico afirma que idosos tendem a sofre mais com p calor saiba o motivo


Médico afirma que idosos tendem a sofrer mais com o calor; saiba o motivo.



Queda de pressão, desidratação e inchaço nas pernas estão entre os problemas mais comuns enfrentados pela terceira idade em dias quentes


Com o início oficial do verão, à 1h19 deste domingo (22), a previsão é de que os brasileiros enfrentem dias mais quentes em boa parte do país.
O calor faz com que o corpo passe por algumas mudanças que podem provocar sensações desconfortáveis.

O médico de família Alfredo Helito Salim, do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, explica que os idosos são mais vulneráveis a ter problemas nesta época do ano.
"O idoso perde alguns mecanismos de defesa de transpiração, perde mais líquidos sem perceber. Além disso, tem a

vasodilatação [aumento do calibre dos vasos sanguíneos]. Por transpirar mais e ter vasodilatação, o idoso tem que tomar um pouco de cuidado porque existe tendência a ter queda de pressão
Salim recomenda que pacientes idosos que tomam remédio para hipertensão (vasodilatadores e diuréticos) procurem o médico nesta época do ano. "A dose da medicação pode ter que ser ajustada. Mesmo sendo hipertensa, há risco de queda de pressão."

O principal sintoma da queda de pressão é a tontura, o que oferece perigo já que há risco de queda e desmaio, salienta o médico. A hipotensão ortostática (tontura ao se levantar) é outra condição frequentemente vista em idosos em dias de calor intenso.
É comum também que algumas pessoas apresentem inchaço durante o verão, principalmente nos membros inferiores.
"Isso acontece pela vasodilatação. Com o calor, existe uma dilatação maior desses vasos que levam o sangue dos membros inferiores para os pulmões, existe uma estagnação maior de sangue nos membros, podendo haver inchaço."
O médico afirma que não se deve tomar diuréticos sem orientação profissional. Ele também recome.

Site Revista do Luiz

,