Presidente da AMA Hugo Wanderley Caju, Recepciona projeto Rondon no estado de Alagoa

Presidente da AMA Hugo Wanderley Caju, Recepciona projeto Rondon no estado de Alagoa

 

Neste sábado (14), aconteceu a abertura oficial do Projeto Rondon em Alagoas. Alunos e professores de todo país estarão em 12 municípios até o dia 29 de julho, na operação “Palmares”. A solenidade aconteceu no Centro de Convenções e contou com a presença do presidente da Associação dos Municípios Alagoanos, Hugo Waderley, autoridades do Exército e do Governo Federal, além da comitiva animada que vai percorrer o interior do Estado. O projeto desenvolverá ações que beneficiem as comunidades, principalmente as relacionadas com a melhoria do bem-estar social e a capacitação da gestão pública. Buscará, ainda, consolidar no universitário brasileiro o sentido de responsabilidade social, coletiva, em prol da cidadania, do desenvolvimento e da defesa dos interesses nacionais, contribuindo na sua formação acadêmica e proporcionando-lhe o conhecimento da realidade brasileira.
Os municípios recebem de braços abertos o projeto Rondon, porque acreditamos no alcance social dele, principalmente, para as famílias mais carentes. Quero agradecer o esforço do Exército em fazer esse projeto acontecer, a todos os professores e universitários que saíram de suas cidades para transmitir conhecimento”, afirmou o presidente Hugo Wanderley.
A AMA apoia o Rondon desde 2017, aproximando o diálogo entre gestores e coordenadores do projeto.  A iniciativa realizada pelo Ministério da Defesa/Coordenação-Geral do Projeto Rondon em parceria com o Governo do Estado de Alagoas e com o apoio do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado e conta também com a participação de Instituições de Ensino Superior (IES) oriundas de diversos estados do país.
 A Operação
O estado de Alagoas receberá mais de 250 rondonistas, dentre professores e alunos universitários que atuarão em 12 municípios do estado e terá como centro regional a cidade Maceió.
Durante a operação, os rondonistas realizarão diversas atividades sobre os temas de comunicação, saúde, cultura, educação, meio ambiente, trabalho, tecnologia, produção, direitos humanos e justiça. Os estudantes trabalharão, prioritariamente, com agentes multiplicadores, tais como funcionários das prefeituras, professores, agentes de saúde e lideranças locais, o que permitirá maior retenção e disseminação dos conhecimentos a serem transmitidos por eles.
Os rondonistas conduzirão, dentre outras atividades, oficinas de orientação escolar e perigo das drogas para professores da rede pública, um fórum de discussão sobre violência familiar para conselheiros tutelares e capacitação de agentes multiplicadores da cultura e das tradições locais.
As IES de Alagoas que já participaram de operações do Projeto Rondon são: IESC, UNCISAL E UFAL, sendo que a UNCISAL participará da Operação Palmares.
O estado de Alagoas receberá mais de 250 rondonistas, dentre professores e alunos universitários que atuarão em 12 municípios do estado e terá como centro regional a cidade Maceió.
Cada município receberá 20 voluntários de duas Instituições de Ensino Superior (IES) distribuídos da seguinte forma:
BELÉM – Al:
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO – UNEMAT
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ – FRANCISCO BELTRÃO – UNIOESTE/FCO BELTRÃO

CACIMBINHAS – AL:
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESPÍRITO SANTO

Site Revista do Luiz