Em 1911, fundou-se em Maceió, o Clube Alagoano de Regatas. Sua sede ficava situada na



    Em 1911, fundou-se em Maceió, o Clube Alagoano de Regatas. Sua sede ficava situada na Rua do Comércio, 138. Apesar do nome, não havia remadores nem baleeiros na nova agremiação. A mensalidade era de quinhentos mil réis e gerava pouca receita. Entre os seus fundadores estavam os jovens Lafaiete Pacheco, Antônio Bessa, Celso Coelho e Alexandre Nobre. O primeiro procurou junto aos companheiros um aumento nas mensalidades, mas a ideia não foi aceita pela maioria.
    Lafaiete Pacheco então procurou Antônio Vianna e explicou-lhe sua ideia de criar um clube de regatas na Pajuçara. Aceita a ideia, foram convidados outros sete rapazes para fundar um novo clube em Alagoas.
    Na Rua Jasmim, na Pajuçara, no dia 20 de setembro de 1912, foi fundado o Clube de Regatas Brasil com o lema: Esporte pela Pátria Forte. Além de Lafaiete Pacheco e Antônio Vianna, assinaram a ata de fundação os seguintes desportistas: João Luiz Albuquerque, Waldomiro, Pedro Cláudio Duarte, Tenente Julião, Agostinho Monteiro, Francisco Azevedo Bahia e João Viana de Souza. Os primeiros passos do clube foram dados na regata,[18] aderindo ao futebol apenas em 1916.
    Através de Lafaiete Pacheco, o CRB comprou, em Santos, seu primeiro yole (barco de competição). Duzentos mil réis foi o valor. Os sócios contribuíram com 100 mil réis e os outros 100 foram tomados emprestados. A embarcação chegou no navio Itapetinga. Era um barco bonito, moderno, um oito remos com patrão. Os treinamentos foram realizados no trajeto marítimo da Ponta Verde para Pajuçara.
    Os dirigentes do Clube de Regatas Brasil tiveram que conseguir um local para a construção de uma garagem. O terreno encontrado é o mesmo onde hoje se situa a sede social do clube. O terreno era aberto e foi necessário que novamente os fundadores do clube conseguissem dinheiro para comprar tábuas, cujo gasto foi de 3 mil réis.
    Os primeiros times de futebol do CRB contavam com Haroldo Zagalo, pai do tetracampeão mundial Mário Jorge Lobo Zagallo. O time ainda contava com um alemão, extremamente habilidoso chamado Peter, Lauro Bahia e os irmãos Gondim.
    Em 1927, o CRB conquista seu primeiro título estadual, só repetindo o feito três anos mais tarde. Na década seguinte, o Clube de Regatas Brasil somou cinco títulos, quatro deles consecutivos (37, 38, 39 e 40). Após o tetracampeonato, a torcida regatiana teve que amargar uma década inteira na fila para poder voltar a comemorar.
    O CRB voltou a conquistar um tetracampeonato alagoano na década de 70, ao faturar o certame estadual de 1976 a 1979. O clube possui o maior artilheiro da história dos campeonatos alagoanos: Joãozinho Paulista, que vestiu a camisa alvirrubra nos anos 80 e marcou 160 gols pelo Galo. O recorde de gols em um único campeonato também pertence ao CRB: em 1995, Inha marcou 37 gols pelo clube na competição.
    Em 1994, o CRB faz grande campanha na Copa do Nordeste, sendo finalista da competição. Na decisão do dia 15 de dezembro, no estádio Rei Pelé, o CRB deixou escapar o título ao ser derrotado pelo Sport por 3 a 2 nas penalidades, após o término da partida sem gols.

    Principais fatos históricos

  • 1912 - É fundado em 20 de setembro, no bairro da Pajuçara em Maceió, o Clube de Regatas Brasil.
  • 1916 - O CRB adquire, por 300 mil réis, o terreno pertencente a Dona Maria Torres na região nobre da Pajuçara.
  • 1917 - São iniciadas as obras para construção do estádio da Pajuçara. Primeiro estádio particular de Alagoas.
  • 1920 - Em 2 de maio, realiza em Maceió, seu primeiro jogo interestadual, contra o Flamengo de Recife.
  • 1921 - É inaugurado o primeiro lance de arquibancadas no estádio da Pajuçara, contra o Centro Sportivo de Peres, de Recife.
  • 1927 - Vence o Campeonato Alagoano, e torna-se o primeiro clube campeão estadual.
  • 1930 - Conquista o Campeonato Alagoano pelo segunda vez.
  • 1937 - Conquista o 3º Campeonato Alagoano, após 7 anos de jejum.
  • 1938 - Conquista o 4º Campeonato Alagoano. O marco da conquista do bicampeonato foi a contratação do brilhante técnico húngaro Franz Gaspar.
  • 1939 - Conquista o 5º Campeonato Alagoano, e torna-se o primeiro clube a conquistar um tricampeonato consecutivo. Ainda neste ano o "Esquadrão" de Franz Gaspar aplicou a maior goleada da história em clássicos no jogo que ficou conhecido como "Jogo da Sofia", quando o CRB aplicou 6x0 no CSA. Os gols foram marcados por Arlindo (2), Duda Bocão (2), Cláudio Régis e Ramalho.
  • 1940 - Conquista o 6º Campeonato Alagoano, fazendo do "Esquadrão" de Franz Gaspar o maior campeão da história, sendo o Primeiro a conquistar um tetracampeonato alagoano consecutivo.
  • 1947 - Conquista pela 1ª vez, a 2ª edição da Taça Coronel Rolim (organizado pela Federação Alagoana de Desportos - FAD), vencendo ao Barroso. Na 1ª partida, o CRB venceu por 5x2, na 2ª partida, empatou em 1x1 e na 3ª e decisiva, venceu por 2x0;
  • 1948 - Conquista pela 2ª vez, a 3ª e última edição da Taça Coronel 
  •  

Site Revista do Luiz