Bebê de mãe com morte cerebral no ES já se alimenta sem sonda

Bebê de mãe com morte cerebral no ES já se alimenta sem sonda.

A bebê Emanuelly, que nasceu após sua  mãe ter morte celebral  e ser mantida por aparelhos gerá-la, atingiu dois quilos e passou a receber leite sem ajuda de uma sonda. O pai da menina contou que ela deve ser liberada do hospital nos próximos dias.
Emanuelly nasceu no dia 18 de agosto, 44 dias depois que a mãe Rosiele Onofre Pires ter tido morte cerebral e ser mantida por aparelhos, em Colatina, no Espírito Santo. Ela nasceu com 30 semanas e dois dias de gestação, pesando 1 kg e 110 gramas.

 

Site Revista do Luiz